MENU

Será que deve fazer a transferência crédito habitação?

A verdade é que infelizmente muitas pessoas que contrataram um crédito habitação pensam que têm de manter o mesmo contrato até ao final do pagamento do mesmo.

No entanto, saiba desde já que é possível fazer uma transferência crédito habitação para outro banco, caso encontre condições mais vantajosas.

Isto acontece principalmente para quem tenha contratado um financiamento para compra de imóvel nos últimos anos.

Transferência crédito habitação: Porque deve ponderar esta opção?

E porque é que deve ponderar transferir o seu crédito? Ora bem, tão simplesmente porque esta transferência pode traduzir-se numa grande poupança ao longo dos anos de contrato.

Não se esqueça de que um crédito habitação é um negócio que irá durar muitos e muitos anos (muitas vezes mais de 40 anos).

Uma pequena descida numa taxa poderá fazer toda a diferença. Com o spread e a taxa Euribor mais baixos, poderá ser possível conseguir negociar uma melhor taxa de juro.

Além disso, por vezes basta uma alteração num produto associado ao crédito (como um seguro ou um cartão) para compensar a mudança.

A transferência do crédito habitação não será vantajosa apenas para si, mas também para a instituição bancária, que irá ganhar um novo cliente.

Por esta razão, o banco vai esforçar-se para ficar com o seu crédito, ganhando assim um cliente à concorrência.

É importante frisar que este tipo de transferência de crédito tem custos associados. No entanto, muitas vezes, os mesmos serão suportados pelos bancos. É um pequeno custo, tendo em conta todo o dinheiro que irão receber com a transferência do seu crédito.

Por outro lado, nem tudo são vantagens. Se a sua escritura é anterior a 2011, o que lhe permite a dedução dos juros no IRS, deixará de poder fazê-lo.

É mesmo uma questão de analisar todas as condições apresentadas pela instituição bancária para onde pretende fazer a alteração do contrato.

Tudo conta, não se deixe levar por uma taxa mais baixa ou outra vantagem que lhe pareça mais competitiva.

São toda as condições juntas que irão fazer a diferença. Por exemplo, uma taxa mais baixa pode "esconder" um seguro extra que terá de fazer. Comparando, poderá não compensar a mudança.

Assim, o nosso conselho é que faça simulações de crédito habitação e veja até que ponto compensa mudar, e para qual banco deverá fazer a mudança.

Por norma, um crédito habitação que tenha um spread contrato igual ou superior a 2% irá ter imensos benefícios na transferência (mesmo que tenha de pagar)

Quais os passos a dar para fazer uma transferência de empréstimo à habitação?

A verdade é que bastam apenas 4 passos para conseguir mudar o seu crédito habitação de entidade bancária. O melhor de tudo é que irá conseguir poupar milhares de euros até ao final do contrato.

Se está a ponderar esta opção, conheça os passos que terá de dar.

1 – Analisar o mercado

Antes de tudo, é importante perceber quais as condições que tem com o banco atual, e que condições lhe oferece a outra instituição, para a transferência do crédito habitação.

Como referido anteriormente, tudo, absolutamente tudo, deverá ser analisado e comparado com as condições que tem atualmente.

Só realizando essa comparação poderá perceber se a transferência de crédito é ou não uma boa opção para si.

2 - Informar o banco

Deve informar o banco onde tem contratado o crédito que irá fazer a transferência do crédito habitação para outra instituição. Deve fazê-lo com 10 dias de antecedência, antes de iniciar o processo no outro banco.

Por outro lado, o banco deverá enviar à nova instituição todas as informações necessárias a avançar com o processo. Isto também num período máximo de 10 dias úteis.

3 - Juntar toda a documentação

Esta documentação deverá ser encaminhada ao banco para onde pretende transferir o crédito.

Por norma os bancos solicitam um determinado número de documentos. Os mesmos são:

  • Cartão de cidadão
  • Comprovativo de morada
  • IBAN
  • Última declaração de IRS
  • Nota de liquidação
  • Últimos 3 recibos de vencimento (no caso de trabalhadores independentes são 6 meses)
  • Últimos 3 meses de extratos bancários (no caso de trabalhadores independentes são 6 meses)
  • Cópia da escritura
  • Declaração da entidade patronal
  • Mapa de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal

Dependendo do banco, pode ser necessário apresentar mais documentos.

4 - Pedir ajuda

Este é um passo alternativo, mas muito importante. Há empresas que fazem esta negociação diretamente com os bancos, muitas vezes, a custo zero para o cliente.

Uma vez que é um processo algo complexo, pedir ajuda a uma destas instituições pode ser uma boa decisão, e poupar-lhe algumas dores de cabeça.

Como vê a transferência de crédito habitação pode ser uma excelente forma de poupar milhares de euros até ao final do contrato de crédito. Se tem um spread elevado, nada como começar a olhar para o mercado e ver quais as oportunidades existentes.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.